Dicas para ter uma alimentação mais orgânica e saudável

  • O consumo elevado de agrotóxicos pode acarretar o desenvolvimento de diversas doenças, além de infertilidade e deficiências nutricionais.
  • Cultivo orgânico faz bem para o organismo e para o meio ambiente.

POR DERECK OAK – Você conhece os benefícios de uma horta orgânica? O cultivo orgânico faz bem não só para nosso organismo mas também para o solo e meio ambiente, pois os agrotóxicos não ficam só na plantação, com chuvas e vento eles são levados para outras partes afetando plantas e animais.

Cada vez mais as pessoas vêm adquirindo consciência sobre o impacto que causamos no planeta e buscando mudar para uma alimentação mais orgânica, algo mais saudável e sustentável.

O consumo elevado de agrotóxicos pode acarretar o desenvolvimento de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs), câncer, mal desenvolvimento fetal, Infertilidade, deficiências cerebrais e deficiências nutricionais.

Para identificar os produtos orgânicos basta procurar os nos produtos como folhas, frutos, legumes e verduras o selo de “Produto Orgânico”.

Alguns estudos já mostram que o consumo excessivo de alimentos com agrotóxicos podem afetar diretamente sua linhagem, ou seja, seus filhos, o que faz sentido, pois veja bem, se os agrotóxicos conseguem alterar características físicas e genéticas de plantas, porque não afetariam as nossas também?

Algumas mudanças básicas pra você tentar começar a ter uma alimentação mais orgânica e saudável:

• Trocar o ovo comum pelo caipira é uma boa opção quando não encontrar o orgânico.
• Sucos integrais, mesmo que não orgânicos, são mais saudáveis que os demais.
• Opte por alimentos in natura do que processados de alguma maneira, exemplo: brócolis natural x brócolis pré-cozido e congelado.
• Na feira você encontra alimentos in natura por um preço mais em conta, mesmo não sendo orgânico as vezes, é melhor que industrializado.
• Alimentos industrializados possuem tanto sal, açúcar, gorduras e afins que se tornam muito gostosos e psicologicamente ficamos meio “dependentes” desse sabor, se você consome muitos industrializados não tente cortar tudo de uma vez, tudo deve sempre ser feito de forma gradativa.

Cuida da sua saúde nos detalhes, porque são eles que fazem a diferença.

(*) DERECK OAK (CRN-3 67227/SP) é nutricionista clínico e esportivo, formado pela Universidade Católica de Santos (UNISANTOS) e pós-graduando em Nutrição, Metabolismo e Fisiologia do Exercício Físico pela USP. Atua há 4 anos no mercado de suplementos alimentares e esportivos. É atleta amador de fisiculturismo e entusiasta de outras modalidades como corrida e natação.   Também é colunista fixo de nutrição esportiva do portal Go! Running, de corrida de rua.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *