Auto sabotagem no esporte

POR WANIA SIERRA – Você é muito disciplinado, faz seus treinos regularmente, se alimenta adequadamente, segue as planilhas do seu treinador. Mas você não está alcançando seu objetivo, o que está acontecendo? Já parou para pensar que pode ser auto sabotagem! Mas como? Faço tudo certinho, quero melhorar minha performance, como me auto saboto? Pense na sua vida mental como um todo, olhe ao redor de você, como está sua vida nesse momento? Como seria se você conseguisse atingir seus objetivos nos treinos e nas provas? Algumas pessoas não conseguem responder essa pergunta. Não conseguem se ver de uma forma positiva.  Porque talvez ela não esteja se permitindo “vencer”, não se permite viver algo positivo. Algumas pessoas de forma inconsciente procuram sempre o caminho mais longo ou mais sofrido para alcançar seus objetivos no esporte.

Por que nos autos sabotamos?  Em alguns momentos da nossa vida, algumas crenças limitantes aparecem na forma de auto sabotagem inconscientemente fazendo com que não consigamos melhorar nossa performance. Nos falta disposição para treinar, ou até mesmo favorecendo lesões que talvez não devessem aparecer nesse momento. Falta motivação, falta energia, e muitas vezes falta vontade de melhorar, mesmo querendo mudar esse quadro. Como se estivéssemos destinados a paralização ou até o fracasso.  Algo mais forte que nós, nos comanda negativamente.  Entramos num redemoinho, onde parece que tem uma nuvem preta sobre nossa cabeça. E vira um ciclo, tudo parece ser difícil. E quanto mais tentamos, menos conseguimos. Auto sabotagem tem sentimentos e emoções negativas associadas sempre. Muitas vezes culpa, por quebrar padrões infantis que incorporamos como verdade, é assim que nascem nossas crenças. Já vi atletas que tinham memórias negativas associadas ao esporte.  E inconscientemente cumpriam a fala interna da incapacidade de uma boa performance. O medo também é um sentimento que aparece, o medo da mudança, o medo da vitória, o medo de estar em evidencia e ser cobrado por isso, o medo da expectativa do treinador e de si mesmo não ser alcançada como gostaria. O medo gera ansiedade que pode paralisar. Como sair desse ciclo negativo?

Que tal ser mais amigo de si mesmo? Comece a olhar para você e seu momento de vida com outros olhos. Sem críticas ou julgamentos. Tente ser o mais neutro possível. Observe seus pensamentos, como eles estão? Você se percebe mais com pensamentos negativos ou positivos? Veja quais são suas falas com você mesmo. Como você se motiva? Você usa palavras motivadoras consigo mesmo? Surgiu alguma memória de infância, ou de algum outro momento de vida?  Se houver alguma memória que possa estar te atrapalhando é importante que ela seja trabalhada, ressignificada. Se não conseguir fazer isso sozinho, busque a ajuda de um terapeuta.  As vezes dependendo do significado da memória a terapia poderá te ajudar mais facilmente. Alguma fala interna dizendo que você não pode ou não consegue? O mais importante agora é ser completamente honesto consigo mesmo. Você confia em si mesmo?

Independente de quais foram suas respostas, mude sua atitude interna. Visualize você nos treinos e nas provas atingindo seus objetivos. Use todos os seus sentidos na visualização, visão, olfato, tato, audição. Aceite suas limitações, mas compreenda que você está trabalhando para melhorar. Aceite que você se auto sabota, mas que a partir de agora vai quebrar esse ciclo. Mude seu comportamento.  Aceite que você pode vencer seus obstáculos, seus medos, suas inseguranças em relação ao seu treino e suas provas. Se você está buscando novos desafios na corrida, provas que nunca fez ou provas mais longas, certifique se que seu treinador estará ao seu lado te orientando e te incentivando. E você poderá acreditar na sua vitória. Independente do que seja essa vitória. Para alguns atletas apenas terminar uma prova nova, para outros ter a coragem de fazer provas consideradas mais difíceis, ou talvez diminuir seu tempo, ou chegar mais relaxado, independente da prova. Acredite no seu potencial, acredite na sua disciplina, na sua força mental.

Vença a auto sabotagem! Você pode aprender a controla-la e não deixar que ela te controle.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *