Pausa ativa ou pausa passiva nos treinos intervalados?

POR DANIELA BARCELOS – O treino intervalado é um método utilizado para correr em velocidades não suportadas por um período longo ou longas distâncias.

Há o intervalado intensivo, que são as distâncias menores que podem variar entre 100 a 500 metros, e há o intervalado extensivo, que oscila entre 500 a 1600 metros. Esta divisão pode variar, de acordo com a classificação utilizada pelo treinador.

A percepção de esforço neste tipo de treino sempre deve ficar entre forte e exaustiva, para que o objetivo seja atingido.

No treino intervalado podem-se realizar dois tipos de pausas: a ativa e a passiva. A ativa é caracterizada pela realização de uma atividade de baixa intensidade, no caso da corrida, caminhar ou trotar. Já a pausa passiva é caracterizada pela completa inatividade entre a execução do estímulo.

Estudos mostram que a pausa ativa auxilia na diminuição da fadiga muscular, devido à remoção de uma parte dos metabólitos que promovem isso.

A pausa passiva necessita de um tempo superior à pausa ativa para que estes metabólitos sejam removidos em igual proporção. É uma ótima estratégia para o corredor aumentar esta tolerância a fadiga.

Assim o treinador escolhe a melhor opção para a sua sessão de treino intervalado. O ideal é utilizar as duas formas, preparando o corredor de uma forma completa.

Daniela Barcelos tem 16 anos de experiência como atleta amadora – começou a correr em 1999. Formada em Educação Física, com pós-graduação em Fisiologia do Exercício. É treinadora de corrida em assessoria própria que leva seu nome. Conheça mais em www.danibarcelos.net.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *