Academias e salões de beleza entram em lista de serviços essenciais

O presidente da República, Jair Bolsonaro, decidiu nesta 2ª feira (11.mai.2020) incluir academias e salões de beleza no rol de atividades essenciais que autorizadas a funcionar durante a emergência em saúde pública ocasionada pela pandemia.


“Eu coloquei hoje, porque saúde é vida. Academias, salão de beleza, cabeleireiro também, porque isso aí é higiene”, disse o presidente na chegada ao Palácio da Alvorada. O decreto foi publicado em edição extra do DOU (Diário Oficial da União).


O chefe do Executivo federal voltou a desferir críticas aos governadores que têm mantido restrições aos serviços na tentativa de frear a disseminação da covid-19. “Estou vendo muitos prefeitos reclamando que querem botar suas cidades para trabalhar, e o respectivo governador não deixa. Tem cidade que não tem 1 caso do vírus, e está quase completamente fechada.”
Bolsonaro também reiterou seu pensamento de que economia e contenção da pandemia devem caminhar juntas. “Cada percentual que se aumenta no número de desempregados no Brasil, a violência cresce também.”
Mesmo com o decreto, os setores não poderão reabrir automaticamente. Conforme decidiu o Supremo Tribunal Federal em abril, cabe aos Estados e municípios estabelecer o que abre e o que fecha.

Fonte:
Poder 360

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.