Confira vencedores da 97ª Corrida Internacional de São Silvestre

A queniana Catherine Reline Amanang Ole (49:39) e o ugandense Andrew Kwemoi (44:43) venceram a 97ª Corrida Internacional de São Silvestre; Fábio de Jesus Correia e Jenifer do Nascimento, em 4º pelo Brasil, foram os melhores atletas nacionais

O pódio masculino
(Nicole Mingoranci/Divulgação)

A queniana Catherine Reline Amanang Ole (49:39) e o ugandense Andrew Kwemoi (44:43) venceram a 97ª Corrida Internacional de São Silvestre realizada neste sábado (31/12), pelas ruas e avenidas de São Paulo, encerrando o calendário de 2022 do atletismo. Os melhores brasileiros foram Jenifer do Nascimento Silva (54:02) e Fábio Jesus Correia, ambos em quarto lugar. A São Silvestre também é uma festa para os corredores amadores – 32 mil pessoas se inscreveram este ano.

A tradicional São Silvestre recebeu o Selo Ouro e o Permit nº 16/2022 da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) – o presidente do Conselho de Administração Wlamir Motta Campos participou da premiação do pódio da corrida masculina, que teve o baiano Fábio Jesus Correia, de 23 anos, como destaque.

Andrew Kwemoi, de 22 anos, vencedor da Meia Maratona de Lille, na França, este ano, tornou-se o primeiro campeão de Uganda da São Silvestre. Nos primeiros quilômetros foi acompanhado por outros corredores, mas logo disparou, levando com ele apenas Joseph Panga, da Tanzânia. Ambos seguiram em um ritmo forte até o final e na subida da Avenida Brigadeiro Luiz Antônio, o tanzaniano até encostou, mas quando Andrew entrou na Avenida Paulista já não sofria mais ameaças.

O brasileiro Fábio Jesus Correia (São Paulo FC- Ki Atleta), quarto colocado, emocionou o público ao chorar e lembrar de sua mãe. “Não é fácil. Eu trabalho como coletor na Ecourbis e me consagrar em quarto lugar entre tantos atletas… Fico sem palavras! É só agradecer a Deus, à minha família, é só agradecer. Vamos em frente, rumo às Olimpíadas”, disse Fábio, chorando de emoção ao citar a mãe e também o pai que, conforme comentou, “está saindo do hospital”. Finalizou dizendo que “segue acreditando que pode vencer”.

Fábio Correia é baiano de Monte Santo, nascido em 19 de março de 1999. Fabio foi campeão da Copa Brasil de Cross Country realizada no dia 11 de dezembro em Bragança Paulista. Disputará o Sul-Americano de Cross Country, dia 22 de janeiro, em Poços de Caldas, e seu objetivo é garantir vaga para o Mundial da Austrália de Cross. Em 2022 liderou o ranking brasileiro sub-23 dos 5 mil e 10 mil metros rasos e foi campeão no Sul-Americano de Atletismo, em Guayaquil, no Equador, nos 10.000 m – ganhou a medalha de prata nos 5.000 m. Treina em São Paulo – vive na Zona Leste – com Elvis Conceição de Santana.

Catherine Reline, de 20 anos, aumentou a hegemonia do Quênia na São Silvestre – o país africano ficou no lugar mais alto do pódio nas últimas seis edições. Catherine assumiu a liderança da corrida ainda na altura do Estádio do Pacaembu e não diminuiu o ritmo até finalizar o percurso na Avenida Paulista. As etíopes Wude Ayalew Yimer (50:01) e Kebebush Yisma Ewoldemariam (52:57) chegaram na sequência. A melhor brasileira foi Jenifer do Nascimento Silva (EC Pinheiros), em quarto, com o tempo de 54:02.

“A São Silvestre é sempre difícil, com fortes adversários de fora que dão muito trabalho para a gente. Me lesionei nos últimos dias de treinos e isso atrapalhou um pouco no tempo que eu queria fazer, mas consegui ir para o pódio, ficando em quarto lugar. Levar o Brasil ao pódio é bom”, afirmou Jenifer, que foi terceira colocada em 2021.

Os resultados

Feminino

1ª – Catherine Reline (QUE) – 49:39

2ª – Wude Ayalew Yimer (ETI) – 50:01

3ª – Kebebush Yisma Ewoldemariam (ETI) – 52:57

4ª – Jenifer do Nascimento (BRA) – 54:02

5ª – Tadesu Weka (ETI) – 54:24 

Masculino

1º – Andrew Kwemoi (UGA) – 44:43

2º – Joseph Tiophil Panga (TAN) – 45:17

3º – Maxwell Kortek Rotich (UGA) – 45:42

4º – Fábio Jesus Correia (BRA) – 46:13 5º – Moses Kibet (UGA) – 46:15 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *