Como devo me preparar na pré-temporada

POR ANDRÉ NOGUEIRA FERRAZ – E o ano começa cheio de expectativas paras as provas que estão por vir. Seja ela de 5 km ou até mesmo uma maratona. A grande questão disso tudo é: “Como devo me preparar na pré-temporada”?

Com o aumento substancial do número de adeptos a corrida, diversas formas de treinamento e preparação física vêm chamando nossa atenção. Como definir então o que seria o mais indicado para o corredor de cada distância? Será que apenas o fortalecimento é o ideal? Será que eu preciso de algo a mais?

Primeiramente, gostaria de deixar claro que, independente da distância, antes de propormos qualquer forma de preparação, o corredor deve sem dúvida alguma realizar uma avaliação física especifica para a modalidade. Seja com um Fisioterapeuta ou com um Educador Físico. O importante é ser alguém que esteja por dentro da modalidade e entenda o gesto a ser avaliado nesse caso.

No caso da corrida, testes que avaliem o padrão do movimento com uma perna apenas são fundamentais (Ex.: Agachamento Unipodal) para verificar o que ocorre com o membro inferior quando exposto a carga do corpo todo apoiado daquele lado.

Maravilha, avaliação realizada com sucesso e os itens a serem trabalhados foram apontados, Vamos nessa!

Hoje a Rede Club Fisio de Fisioterapia recebe dezenas de corredores todos os meses para um trabalho que vai desde Recovery, passando pela parte preventiva e em alguns casos a não desejada reabilitação. E quase 100% das vezes quando questionados, os corredores respondem: “Faço musculação, mas não gosto tanto o quanto eu gosto de correr”.

Vejamos aqui certo fator problema para nossos atletas, o não gostar de fortalecimento muscular em academias. Pois bem, não gostar é diferente de dever fazer. Quais então seriam as estratégias?

Sabemos que para se prevenir lesões em corredores, existem alguns fatores cruciais, entre eles: tipo de tênis, força muscular, controle do padrão de movimento, postura durante a corrida e preparação (planilhas e acompanhamento via assessoria de corrida).

Agora, tudo ficando mais claro, vamos aos pontos que nos interessam:

  • Musculação (Específica para corredores);
  • Pilates (Focado na coluna e membros inferiores);
  • Crossfit;
  • Treinamento Funcional;
  • Fisioterapia Preventiva.

Vejam que temos diversas possibilidades de treinos que podem nos ajudar a prevenir lesões e até mesmo melhorar nosso desempenho nas corridas.

Aí, fica a pergunta: “André, quantas vezes por semana devo fazer esses treinos”?

Minha sugestão sempre vai de 2 a 3 vezes por semana, em dias intercalados a corrida.

Apenas deixo minha observação no caso do Crossfit. Sabemos ser esse um esporte de alta intensidade, porém nesse caso, sugiro que o corredor converse com os treinadores do box de escolha para expor que esse treinamento faz parte de sua preparação para as corridas, assim sendo, a adaptação para alguns movimentos será fundamental para não aumentar a sobrecarga articular.

Vamos nessa?

Vamos Pensar Diferente!

Até Semana Que Vem, Bons Treinos!

André Ferraz

📌Fisioterapeuta Formado Pelo Centro Universitário São Camilo

📌Especialista pela Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo

📌Mestre em Ciências da Reabilitação pela Universidade Nove de Julho

Idealizador da Rede Club Fisio de Fisioterapia.

Com Mais de 10 anos de experiência na área esportiva, tem como visão a Fisioterapia Preventiva para Proporcionar Maior Efetividade nos Treinos e Competições.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.