Corredor de Uganda vence os 10 KM Tribuna FM

Santos novamente entrou no cenário mundial das corridas de rua com o 33º 10 KM Tribuna FM-Unilus. Neste domingo (20), o atleta de Uganda, Maxwell Kortek Rotich, correu muito forte, surpreendeu a todos e “pulverizou o recorde da prova, garantindo a terceira melhor marca do Mundo na distância nesta temporada, segundo as estatísticas da IAAF, a Federação Internacional de Atletismo.

Num sprint final fantástico, ele cruzou a linha de chegada em incríveis 27 minutos e 22 segundos, baixando 23 segundos a marca do queniano Edwin Rotich, em 2013. O queniano bicampeão em 2016/17, Paulo Kipkorir Kipkemoi, não conseguiu fazer frente ao surpreendente recordista, terminando em segundo lugar, com 28min17s. O mineiro Giovani dos Santos foi o melhor brasileiro, em terceiro lugar, com 28min37s, sua melhor marca pessoal na carreira.

Entre as mulheres, a atual recordista da prova, Paskalia Chepkorir Kipkoech, do Quênia, voltou a Santos e correu isolada, com larga vantagem, vencendo com 32min15s, o oitavo melhor tempo do Mundo em 2018. Em 2012, ela venceu e estabeleceu o recorde em Santos, com 30min57s.

Desta vez, a queniana chegou mais de um minuto à frente da colombiana Muriel Coneo Paredes, atual campeã pan-americana dos 1.500 metros, que garantiu 33min31. A amazonense Franciane dos Santos Moura foi outra grande surpresa na disputa, sendo a melhor do Brasil no feminino, com 33min42s, também sua melhor marca pessoal na carreira.

Pelas vitórias, os dois africanos faturaram R$ 24 mil cada um, sendo que Mawell ainda levou um bônus de mais R$ 5 mil pelo novo recorde. No total, a prova distribuiu R$ 95,4 mil, entre os dez melhores do masculino e do feminino. Os tempos feitos confirmaram a fama da corrida ser a mais rápida do País na distância, por seu percurso totalmente plano, ao nível do mar, e a manhã de domingo com sol e clima ameno, com a largada em torno dos 17 graus, foi propícia para os atletas baixarem seus recordes pessoais.

A prova reuniu 18 mil inscritos no percurso e outras milhares de pessoas na torcida, incentivando os atletas a cada passada, sobretudo no trecho final, no maior evento esportivo da região e a principal corrida de rua do País na distância. Os famosos pelotões, grupos uniformizados de academias, empresas e associações, uma tradição no evento, aumentaram ainda mais a animação do início ao fim.

Destaque, também, para uma das novidades deste ano, o Pelotão da Igualdade, grupo de caráter participativo que incentiva a acessibilidade das pessoas com deficiência, com voluntários empurrando cadeiras especiais para que todos possam participar da festa. Entre os participantes estava o ídolo do Santos FC e também ex-craque do Barcelona, Giovanni, o G-10, que conduziu o seu filho Gennaro, de 13 anos, vítima de paralisia cerebral. “Emoção muito grande. Sempre importante a gente estar com a nossa família, com os nossos filhos. Momento de muita felicidade”, falou o ex-jogador do Santos.

Na prova masculina, Maxwell se destacou do grupo da frente ainda no quilômetro quatro. Orientado pelo técnico Moacir Marconi, o Coquinho, que há 20 anos trabalha com atletas africanos, optou por não se hidratar para manter o mesmo ritmo forte e, ao chegar na avenida da praia, exatamente no KM 8, recebeu o comando do técnico “Record, Go!” e a partir dali apertou ainda mais as passadas, fazendo uma chegada fantástica.

“Fiquei muito feliz porque consegui quebrar o recorde. O tempo estava ótimo, ajudou na corrida”, disse o tímido Maxwell, que numa conversa com Coquinho expressou a vontade de correr para abaixo dos 27 minutos. “Ele me falou que quer chegar aos 26min50s. E então o encorajei a vir para Santos, onde sabia que seria possível. Fizemos a estratégia e foi muito bom”, vibrou o experiente Coquinho.

Nos melhores tempos do Mundo em 2018, pelo ranking da IAAF, só dois quenianos estão à sua frente, com marcas feitas na prova em Nova Iorque (EUA), dia 29 de abril: Ronex Kipruto, com 27min08s, e Mathew Kimeli, com 27min19s.

Giovani Santos também comemorou o terceiro lugar. “Graças a Deus eu esperava fazer minha melhor marca e consegui. Fui junto com eles até o KM 4 e depois eles começaram a abrir. Estou feliz pelo resultado, o melhor tempo de 10 km de rua”, afirmou.

Já na disputa feminina, Paskalia não tomou conhecimento das rivais desde o primeiro quilômetro. Correu sozinha todo o tempo, sem a mínima chance de ter a vitória ameaçada. “Foi mais uma experiência muito boa. A praia da cidade é muito bonita de se ver. Decidi correr porque me senti preparada. Não consegui quebrar o recorde, mas fiz um ótimo tempo e quero voltar aqui para melhorar minha marca”, revelou a corredora

A colombiana Muriel também decidiu voltar a Santos para correr forte. Especialista em provas de pista, ela é a atual campeã pan-americana dos 1.500m e sul-americana também dos 1.500 e dos 5.000m. “Nossa, a Paskalia saiu sozinha depois do KM 1 e como seu meu limite e não queria quebrar mantive o segundo lugar. Foi ótimo. Grande prova. Faço pista, mas adoro correr rua, ainda mais aqui”, falou.

Franciane correu pela segunda vez em Santos. No ano passado ela foi a 11ª colocada e voltou com objetivo de ficar entre as dez. “Vim com a Joziane (Silva Cardoso, quarta colocada) até o final e deixei um último fôlego para chegar. Esse foi meu melhor resultado na carreira”, festejou.

GALERIA DE FOTOS DIVULGAÇÃO DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD NO LINK: https://flic.kr/s/aHskBtvAXN

RESULTADOS OFICIAIS DO 33º 10 KM TRIBUNA FM-UNILUS

CATEGORIA MASCULINA

COL NOME TEMPO PATROCÍNIO/EQUIPE
1 Maxwell Kortek Rotich (Uganda) 27min22s* Fila/Bioleve
2 Paul Kipkorir Kipkemoi (Quênia) 28min17s Luasa Sports/Caixa
3 Giovani dos Santos 28min37s 361º
4 Altobeli dos Santos Silva 28min47s Pinheiros/Marinha do Brasil
5 Wendell Jerônimo de Souza 28min55s Trtsports/Clube Cantão
6 Gilmar Silvestre Lopes 29min15s Cruzeiro EC
7 Cezidio Neto 29min19s Acorremar/Big Power
8 Gladson Alberto Silva Barboza 29min23s Pinheiros
9 Johnatas de Oliveira Cruz 29min34s Pé de Raio
10 Samuel Souza do Nascimento 29min36s Orcampi/Unimed/André Pinturas

*NOVO RECORDE DA PROVA

 

CATEGORIA FEMININA

COL NOME TEMPO PATROCÍNIO/EQUIPE
1 Paskalia Chepkorir Kipkoech (Quênia) 32min15s Fila/Bioleve
2 Muriel Coneo Paredes (Colômbia) 33min31s Equipe Porvenir Colômbia
3 Franciane dos Santos Moura 33min42s Manaus Automotive/Balbino Performance
4 Joziane da Silva Cardozo 33min48s Londrina/Caixa
5 Marcela Cristina Gomez Cordeiro (Argentina) 33min56s Cruzeiro EC
6 Meseret Gezahegn Merine (Etiópia) 34min20s Luasa Sports/Caixa
7 Carmen Patrícia Martinez Aguilera (Paraguai) 34min22s New Balance Paraguai
8 Camila Aparecida dos Santos 34min25s Trsports
9 Maria Aparecida Ferraz 34min39s Pinheiros
10 Valdilene dos Santos Silva 34min49s Pinheiros

FONTE: FMA NOTÍCIAS/CHIPTIMING

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.