De sedentário e obeso a maratonista sub-3

Foi em uma manhã no mês de julho de 2013 que a vida de Anderson Souza começou a mudar. PesandoAntes e depois 2012 - 2014
120 kgs aos 32 anos, ele descobriu na corrida de rua uma nova paixão. Em menos de 3 anos, mudou seu estilo de vida e passou de sedentário e obeso para um maratonista sub 3h. Sua última prova foi a Maratona de Santiago, no Chile, na qual alcançou a impressionante marcas de 2h44m38s.

Confira esta história de superação e determinação na entrevista que fizemos com o corredor.


GO Running (GR) – Conte um pouco o que te motivou a começar a correr. E quando foi isso? Há quanto tempo corre?

Anderson Souza – Bom, o que me motivou a princípio foi a preocupação com a minha saúde, pesava 120 kg e, mesmo jovem (32 anos), não tinha fôlego nem para subir um lance de escadas sem ficar ofegante. Pensava que podia ter um infarto a qualquer momento devido ao tamanho da minha barriga. Além disso, fui fumante desde os 16 anos de idade, roncava alto e dormia muito mal, já acordava cansado como se nem tivesse descansado. Eu era extremamente sedentário: chegava ao ponto de ir de carro à padaria, que fica a 600 metros da minha casa.

Outro fato que me lembro é ter passado anos sem comprar uma única peça de roupa para mim, pois não gostava de passar pelo constrangimento de procurar e provar peças grandes e ainda as

Junho 2013

sim não servirem, ou não caírem bem. A minha esposa ia em busca de calças, bermudas, camisas e tudo o mais que eu precisasse, e ela nunca errava (risos). Hoje em dia, volta e meia chego em casa contente com mais uma sacolinha com uma nova peça de roupa para correr.

O dia que decidi começar a fazer uma caminhada matinal nas ruas foi em 19/07/2013, por volta das 6 da manhã e ainda estava escuro. Com 15 minutos de caminhada, tentei dar uma trotada e acabei tropeçando num toco na calçada, ocasionando em um baita tombo e vários ralados pelo corpo e mãos machucadas.

Agora em abril completaram 2 anos e 9 meses que comecei a correr.

GR – Você começou a treinar sozinho ou buscou ajuda profissional de uma assessoria esportiva ou personal trainer?

Anderson – Comecei a treinar sozinho, sem nenhuma ajuda profissional ou assessoria, e assim permaneci durante 1 ano e 5 meses até dezembro de 2014.

GR – Como foi este treinamento inicial?

Anderson – Como ocorreu o “incidente” no meu primeiro dia de tentativa de correr na rua, optei por me matricular, juntamente com a minha esposa, numa academia perto de casa, pois devido ao meu peso, achei mais seguro correr na esteira. Assim realizava o treino de caminhada intercalado com corrida durante 1 hora, 3x por semana, nos outros dois dias da semana fazia musculação nos aparelhos, e o fim de semana era off.

GR – E hoje, como é o seu treinamento?

Anderson – Treino seis dias por semana, dependendo da prova alvo. Em alguns dias treino em dois períodos, totalizando entre 100 e 130 km. Quando estou no auge do treinamento para uma maratona faço o seguinte treino: segundas e sextas faço fortalecimento de manhã e rodagem a noite de 11 km; na quarta faço rodagem de 10 km pela manhã e 15 km a noite, às terças e quintas faço uma rodagem leve de 10 km de manhã e à noite os treinos de tiro na USP com a equipe da assessoria, e, aos sábados de manhã faço os longões que variam entre 18 e 37 km. No domingo é descanso total!

GR – Quais foram os principais desafios e dificuldades?DSC03518 (2)

Anderson – No começo, o maior desafio era manter o foco e o planejado, que era treinar 5 dias por semana independente de qualquer coisa, pois várias vezes vinha aquela vontade de desistir, de ficar em casa no sofá, de fazer qualquer outra coisa em vez do treino. As principais dificuldades no início eram o frio, pois era inverno e assim a vontade de ficar em casa era maior, e também algumas dores pelo corpo, principalmente nos joelhos, devido ao excesso de peso.

GR – E a parte de nutrição, teve acompanhamento de nutricionista?

Anderson – Não procurei uma nutricionista, mas mudei a minha alimentação com base em pesquisas que fiz por conta própria, principalmente na internet.

GR – Qual foi a primeira prova que participou? Estava já com quantos quilos?

Anderson – A primeira prova que participei foi a Maratona de Revezamento Pão de Açúcar de 2013. Foi engraçado porque a empresa que trabalho patrocinava várias corridas de rua, inclusive esta, e sempre enviavam e-mails corporativos informando sobre as provas, pois os funcionários ganhavam a inscrição, e eu sempre apagava os e-mails sem nem sequer lê-los e pensava: “já corro de carro o dia inteiro visitando clientes”. Nessa ocasião, uma pessoa da equipe de 8 desistiu de participar e como meus colegas de trabalho sabiam que eu estava correndo na esteira há um mês, resolveram me convidar para substituir e aceitei de pronto. Em setembro de 2013, conheci então esse universo maravilhoso da corrida de rua, e fechei o revezamento recebendo a munhequeira do presidente da empresa, Sr. Alberto Encinas. Já tinha perdido 14kg e estava com 106kg.

GR – E como foi a evolução nas corridas?

A minha evolução nas corridas me surpreendeu muito. Depois da minha primeira prova, em setembroCorrida Gomes da Costa 2014 de 2013, na qual corri os 5 km finais do revezamento, fiquei completamente apaixonado por correr na rua, abandonei a esteira e comecei a treinar corrida somente pelas ruas e parques. Nesse mesmo ano fiz minha estreia nos 10km, em outubro, na Track & Field JK Iguatemi, e consegui terminar em 49:24 seg. Continuei treinando com muita dedicação (comecei a treinar 5 dias por semana somente corrida), e 6 meses depois da minha primeira prova, fiz minha estreia nos 21k na Meia Maratona Internacional de SP e fechei em 01h40min23seg. Depois disso, até hoje, fiz 10 provas de 5km, umas 25 de 10km, 10 meia maratonas e 2 maratonas, e tenho como melhores marcas:

5 km – 16m30seg;

10 km – 34m24seg;

Meia maratona – 01h18m52seg;

Maratona – 02h44min38seg.

GR – Você já conquistou alguns pódios gerais e por categoria. Quais foram esses bons resultados?

Anderson – Conquistei, com muita dedicação, 5 pódios no Geral e 4 por categoria, sendo:

2º lugar na categoria 30-34 anos, nos 10 km da Corrida Fast Run Flex Pé de 07/2014;

5º lugar Geral nos 10 km da Track & Field Shop Cidade Jardim de 08/2014;

5º lugar Geral nos 10 km da Track & Field Shop Iguatemi Alphaville de 09/2014;

1º lugar na categoria funcionários nos 5 km da 2º Corrida Gomes da Costa de 09/2014;

4º lugar Geral nos 10 km da Corrida Movimento pela Mulher de 03/2015;

5º lugar Geral nos 5 km do Circuito Popular de Corridas de Rua da Cidade de SP de 05/2015;

4º lugar Geral nos 10 km da Corrida Juventus de 08/2015;

1º lugar na categoria funcionários nos 5 km da 3º Corrida Gomes da Costa de 10/2015;

5º lugar na categoria 35-39 anos nos 5 km da 3º Corrida Gomes da Costa de 10/2015.

 GR – Qual foi a sua primeira Maratona?Chegada Maratona de São Paulo 2015

Anderson – Minha primeira Maratona foi a de São Paulo em 2015 e finalizei em 02h53min41seg.

 GR – Em abril você participou da sua segunda Maratona, em Santiago, no Chile, e conseguiu um resultado fantástico. Fechou a prova em 2h44min38seg. Você esperava este resultado?

Anderson – Eu me preparei muito bem para esta Maratona, desde o dia 02 de janeiro, e os 3 meses de treino fluíram muito bem e me trouxeram a confiança necessária para conquistar essa marca. Foi incrível, pois o objetivo que tracei era sub 2h45, sabia que seria difícil, pois teria que melhorar no mínimo 08min e 42seg em relação a minha primeira maratona, mas quando estava posicionado na largada, esperando o tiro de canhão para começar, pensei em todos os treinos, no prazer que sentia em realizar os longões, na determinação para realizar os treinos de tiros, e tinha a convicção que havia feito o meu melhor, que tinha dado tudo de mim por aquele momento, por aquela oportunidade, e que, por isso, seria capaz de fazê-lo, e mais, merecia alcançá-lo.

 GR – Quais os planos e metas na corrida?Maratona Santiago 2016

Anderson – Meu plano atual é correr quantas Maratonas for possível com qualidade. Esse ano ainda farei a São Paulo City Marathon da Asics, em julho, e a Maratona de Buenos Aires, em outubro, tentarei ser sub 2h42 na Argentina, mas meu maior sonho mesmo é correr a Maratona de Berlim e ser sub 2h40 nela, quem sabe no ano que vem consiga ir, mesmo com a dificuldade do sorteio e altos custos para essa viagem.

GR – Você imaginava, há menos de 3 anos atrás, você completando uma Maratona?

Anderson – De jeito nenhum, na realidade não me imaginava sequer correndo, quanto mais uma Maratona.

GR – Gostaria que você deixasse uma mensagem para corredores que buscam sempre novos desafios e também para as pessoas ainda sedentárias ou que estão começando e enfrentando as dificuldades, que têm medo ou preguiça de sair da zona de conforto.

Anderson – O que posso dizer a quem já corre e que queira evoluir e encarar novos desafios, é que treinem, treinem, treinem e treinem, não tem milagre nesse negócio; se você quer melhorar tem que treinar mais, ou diferente. Se os desafios são provas longas como a maratona, vou além: para se dar bem nos 42k, para mim, o maior segredo é gostar de verdade de treinar, precisa ter prazer no processo de treinamento pois “A vontade de se preparar tem que ser maior que a vontade de vencer”. Converse com outros corredores, principalmente mais experientes e que já alcançaram aquilo que vocês desejam alcançar, troque ideias, pergunte o que fazem, testem, e, principalmente, procurem uma Assessoria Esportiva, mesmo que seja apenas à distância, pois a orientação e acompanhamento de um treinador são essenciais.

Para as pessoas que ainda não fazem uma atividade física ou estão começando, digo que somente vocês podem fazer algo por vocês mesmo, se não destinarem um tempo por dia para cuidarem do seu bem mais valioso (seu corpo), quem vai fazer por você? Vivemos numa época em que se valoriza o mais fácil, o fast-food, as amizades on-line, e acabamos não nos atentando para a nossa saúde, portanto comecem hoje, não deixem para quando não puderem mais, e lembrem-se: a vontade é muito importante, nos faz começar e nos leva adiante, porém a vontade sem disciplina morre, portanto crie uma rotina de treinos e cumpra, faça chuva ou faça sol!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.