São Silvestre: estrangeiros chegam animados

Alguns dos favoritos ao topo do pódio conversaram com a imprensa neste domingo (29/12), em São Paulo

Fotos: Sérgio Shibuya/MBraga Comunicação

A 95ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre, que acontecerá nesta terça-feira, dia 31, reunirá alguns dos melhores nomes das disputas de rua do mundo. A prova tem tudo para ser uma das mais equilibradas e fortes dos últimos anos. E, se depender dos destaques confirmados, tem tudo para ratificar essa condição e empolgar a torcida ao longo dos 15 quilômetros.  Neste domingo, 29, alguns dos principais favoritos ao topo da pódio participaram de coletiva com a Imprensa e demostraram estar bem animados e preparados.

Os quenianos Brigid Kosgei, recordista mundial da maratona, Edwin Rotich, bicampeão da São Silvestre (2012 e 20130), Pauline Kamulu. bronze no mundial de meia maratona em 2019, Sheila Chelangat, vencedora de quatro provas de 10k na temporada, e Titus Ekiru, campeão da Maratona de Milão (19), e o etíope naturalizado pelo Bahrein, Dawit Admassu, bicampeão da São Silvestre (2014 e 2017), participaram a coletiva e falaram um pouco sobre a expectativa.

Recordista mundial da Maratona, Brigit Kosgei fará sua estreia na São Silvestre

Uma das estrelas do evento, qualificada como a atleta Platinum e recordista mundial da maratona, Brigid fará sua estreia na São Silvestre. “Será minha primeira vez aqui e estou bastante feliz com isso. A umidade está elevada, mas espero fazer uma boa prova, sem me preocupar com um lugar no pódio”, destacou a atleta.

Dawit, por sua vez, repetiu a simpatia de sempre e disse estar feliz por mais uma participação no Brasil. “Estou pronto e espero que isso seja o suficiente para ter um bom desempenho. Tenho um carinho por esta corrida, que sempre me recebeu bem. Tive um bom ano e quero terminar da melhor forma”, declarou o atleta, qualificado como Prata.

Outro bicampeão em São Paulo, Rotich vai pela mesma linha. “Conheço bem esta prova e sei de suas dificuldades, que aumentam com a alta umidade. Essa experiência é muito importante e poderá me ajudar no dia 31. Estou animado e darei o máximo para terminar bem”, disse o queniano, da categoria Bronze.

A programação no dia 31 começará às 7h25min, com a largada da categoria Cadeirantes. Em seguida, às 7h40min, será a vez da Elite feminina, ficando para as 8h05min a Elite masculina, Pelotão C, Cadeirantes com Guia e Pelotão Geral.

Coletivas

Coletivas – Nesta segunda (30), será a vez de atletas do Brasil, Argentina e Equador conversarem com a Imprensa no Novo Hotel Jaraguá, a partir das 10h. Os confirmados no masculino são Daniel Chaves da Silva (BRA/Bronze), top 15 na Maratona de Londres deste ano, garantindo a qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020; Wellington Bezerra (BRA/Bronze), 18º na Maratona de Hamburgo (19) e vice da Maratona Internacional de São Paulo em 2018; Ederson Pereira (BRA/Bronze), campeão da Volta Internacional da Pampulha, ouro nos 10 mil nos Jogos Pan-Americanos de Lima, ambos neste ano, e quinto na Meia de Buenos Aires do ano passado; e Byron Piedra (ECU/Bronze), campeão sul-americano dos 10 mil metros.

Já no feminino, estarão Tatiele de Carvalho (BRA/Bronze), quarta na Dez Milhas Garoto (18), 5ª na Meia de Buenos Aires (18) e cinco vezes campeã do Troféu Brasil; e Diana Orcampo (ARG/Gold), campeã da Maratona de Buenos Aires.

A infraestrutura do evento é dimensionada para o número oficial de inscritos, não contemplando serviços a atletas sem inscrição (“pipocas”). Como consta em regulamento, não haverá serviços extras e hidratação excedente para atletas sem inscrição.

A 95ª Corrida Internacional de São Silvestre é uma propriedade da Fundação Cásper Líbero/FCL, realização do site Gazeta Esportiva, com transmissão da TV Gazeta e da TV Globo. Apoio especial do Governo do Estado de São Paulo e da Prefeitura da Cidade de São Paulo. A supervisão técnica é da World Athletics (IAAF), CBAt, FPA e AIMS e a organização técnica da Yescom.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.