Fasceíte plantar: o pesadelo dos corredores

POR ANDRÉ NOGUEIRA FERRAZ – Olá, Pessoal, tudo bem? Estive pensando que uma das lesões mais temidas para os corredores, sem dúvida é a fasceíte plantar.

Mas o que seria ao certo essa lesão?

A fáscia plantar é um tecido conjuntivo localizado na planta dos pés e tem como uma de suas funções suportar o peso do corpo. Quando essa fáscia sofre alterações mecânicas por inúmeros motivos, ela acaba gerando dor e perda de função durante a corrida e durante as caminhadas.

Quais são normalmente as principais causas?

As principais causas para desenvolver a fasceíte plantar são: sobrepeso; excesso de treinamento; fraqueza muscular levando a sobrecarga na região dos pés.

Quais são os sintomas?

Os principais sintomas são, dor na planta dos pés na primeira pisada do dia, dor após longas caminhadas ou muito tempo em pé.

Como é feito o tratamento para a fasceíte plantar?

O primeiro e mais importante passo é o repouso, retirar o fator que agride a fáscia gerando dor é essencial. A fisioterapia pode ser iniciada imediatamente com os objetivos de melhorar a dor e o incomodo ao andar. No tratamento é realizado algumas manobras de liberação da fáscia para aliviar os pontos de tensão na fase inicial. Podem ser usados recursos analgésicos como o laser de baixa intensidade e o ultra som terapêutico. O reequilíbrio muscular se faz necessário para adequar o indivíduo novamente a sua atividade. A massagem com bolinha de tênis e/ou com uma garrafinha d´agua são recursos interessantes para dar continuidade ao tratamento em casa.

Por fim, a fasceíte plantar é uma lesão que causa muito desconforto ao indivíduo, e se faz necessário tratamento ainda em uma fase inicial do processo de dor para que a cura seja feita o mais breve possível. Pessoas com tolerância a dor que demoram para procurar tratamento, tem uma recuperação mais lenta e demorada.

Por fim, paro e penso que esse tipo de problema pode sim ser evitado quando detectado de forma precoce e o corredor submetido ao tratamento nas fases iniciais.

Lembrem, corremos para melhorar nossa qualidade de vida, logo ficar parado por lesão, não seria o melhor remédio!

Vamos Pensar Diferente? Até Semana Que Vem!

 

 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.