Iiiii… Choveu, preguiça bateu

POR LUCIANE CASANOVA

Esta semana me deparei com uma série de pessoas reclamando da preguiça, da chuva, da desmotivação.correndo-na-chuva Todos se chicoteando, se amaldiçoando e se punindo porque simplesmente estavam sem motivação para treinar. Ok, confesso que eu estava neste seleto grupo querendo me jogar da ponte.

Fato é que todo esse desânimo coincidiu com o período de chuva e frio que algumas localidades vem atravessando.

Assim, se nos últimos dias anda batendo aquele desânimo tanto em atividades físicas, como nas sociais, as quais não andam tão prazeirosas, não pense que algo está errado com você.

Na verdade, o normal é culpar a preguiça, mas o problema pode mesmo estar no frio, ou melhor, na redução da luz natural dos dias de inverno, mais cinzentos ou mesmo nesse clima que São Pedro bipolar vem nos apresentando. É a chamada DEPRESSÃO SAZONAL, uma reação fisiológica que tem tempo certo para chegar e para ir embora, graças a Deus.

Este tipo de depressão, é caracterizada por um estado anormal de tristeza ou redução de energia nos meses mais frios e menos ensolarados do ano e é mais comum em mulheres (tinha que sobrar pra gente hem mulherada?!).

É bem verdade que esse tipo e depressão aparece com maior frequência em países onde o inverno chega com rigor, porém mesmo em um país tropical como nosso, onde a variação na incidência da luz não é tão grande nem as estações do ano tão definidas, os sintomas podem aparecer.

A luz solar influencia o nosso relógio biológico, no sono e também no humor. Vai dizer que todo mundo corre no frio com a mesma animação de quem corre no verão? Que adora correr parecendo um boneco de neve de tanta roupa, ao invés de mostrar a barriga trincada por ai no sol de Alá, meu Deus?

Na verdade, o que ocorre em dias chuvosos, cinzentos, sem graça, é uma quebra na produção da serotonina, aquele hormônio danado que sintoniza o nosso humor. A luz também tem influência sobre a melatonina, hormônio responsável pelo relaxamento e poderoso indutor do sono, que é produzido durante a noite.

Portanto pessoas preguiçosas como eu e que ficam com peso na consciência querendo se matar quando desiste de um treino por conta do friozinho e da chuva, muita calma nessa hora. Somos normais! Porém é bom ficar atento a alguns sintomas como: aumento do sono, sem que as horas dormidas tenham ação reparadora; aumento do apetite, principalmente por doces ou massas (essa semana foi a semana do brigadeiro de panela); são alguns dos sintomas da depressão sazonal.

Mas tem jeito de prevenir…

ACORDE MOTIVADO: É difícil, bem difícil. Atire o primeiro tênis quem achar que não. Mas que tal pensar naquela prova difícil em que matar um treino pode acarretar sofrimento maior quando for enfrenta-la?

– NÃO CAIA NA TENTAÇÃO DE HIBERNAR: Pense que enquanto você sonha, alguém da sua categoria está treinando lá fora feito doido, sedento pelo troféu que pode ser seu;

– APROVEITE O SOL: Viu o sol, filhão, abra a janela, caminhe, corra, tire o mofo, faça fotossíntese.

– EXERCITE-SE: Ah, corra, Run baby Run! O corpo precisa de serotonina…e o que melhor que a corrida?????

– USE A CRIATIVIDADE: Vale tudo, trocar a música do celular na hora de despertar para Fear Of The dark do Iron Maiden; dormir trocado prontinho para correr, tendo apenas que calçar o tênis;

CONTROLE A VONTADE DE COMER: Tá, essa parte é bem difícil mesmo, eu sei…Mas pense no verão, pense nos atletas fininhos correndo e você rolando por aí exibindo uma pochete não muito sexy.

Portanto, bora saldar enfrentar a preguiça. e se exercitar mesmo em dias nublados, escuros, chuvosos, de treva, lembrando sempre que uma preguicinha também não faz mal a ninguém e não está no rol dos 7 pecados capitais!

#correrbemparacorrersempre

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.