Nootrópicos: o que são e para que servem as “Smart Drugs”

Estresse, cansaço, perda de foco e baixa produtividade são problemas comuns no dia a dia de muita gente que busca consumir alimentos ou suplementos para melhorar a performance cognitiva

Freepick

POR DERECK OAK – Apesar do nome estranho, os nootrópicos são a nova tendência da alimentação e suplementação devido os benefícios que trazem à atividade cerebral. De forma simplificada, os nootrópicos, também chamados de smart-drugs ou “drogas inteligentes”, são compostos que melhoram a performance cognitiva, otimizando o foco, capacidade de aprendizado, reflexo, memória, criatividade e até mesmo motivação.

Apesar do novo conceito, os nootrópiocos geralmente são encontrados como suplementos, em cafés, chás fortificados e shots. Alguns inclusive já fazem parte da composição de chocolates, bebidas e biscoitos. Dentre os mais conhecidos estão a cafeína, colágeno, chá verde, L-tirosina e pertencem à classe de nootrópicos naturais, como o guaraná em pó, fosfatidilserina, ômega-3, entre outros. Entre os sintéticos, estão as anfetaminas e a ritalina.

Entre os benefícios estão a melhora da sinapse cerebral, aumento do fluxo sanguíneo, maior capacidade de aprendizagem, aumento do foco, melhora concentração e energia. Seus efeitos vão desde o aumento da vasodilatação cerebral até a modulação de neurotransmissores. O mecanismo de ação dos nootrópicos são de modular a ação dos neurotransmissores.

Mas, afinal será que todos podem usar um nootrópico? Sejam naturais ou sintético, o seu uso deve ser avaliado de maneira diferente. O uso não adequado de nootrópicos sintéticos e de alguns naturais como a cafeína, podem gerar efeitos colaterais como aumento da pressão arterial, problemas para dormir, causar alterações nas funções cardíacas e respiratórias, além de poderem causar certa dependência e diminuição do seu efeito, como é o caso do uso excessivo de cafeína por exemplo.

As recomendações para quem deseja consumir esses produtos antes de tudo é consultar um profissional capacitado da área de saúde para avaliar cada indivíduo de maneira individualizada e então prescreve ou não o nootrópicos mais indicado.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *