O raio cai pela segunda vez no Thunderman Duathlon Series

POR DEMÉTRIUS CARVALHO – O circuito Thunderman Duathlon Series acontece após o Circuito 4 elementos de corrida de rua por uma questão de logística. Eu e a Daniela havíamos corrido o Circuito 4 elementos e estávamos ali recuperando o fôlego e aguardando a largada do duathlon, afinal de contas, exatamente na etapa anterior, inscrevi-a sem que soubesse. Ficou sabendo apenas alguns instantes antes da prova (se quiser saber como foi, só ver aqui).

A história repercutiu. Déa reconheceu a Daniela e foi conversar sobre o duathlon que havia resolvido fazer exatamente após ler sua história.

O percurso até chegar ali era parecido. Ambas corredoras de rua que iniciavam sua vida de duathlon nessa série. A diferença é que Daniela sequer sabia que faria tal prova e estava na modalidade speed enquanto Déa motivada por essa história, treinou para sua estreia, mas na categoria montain bike.

Hora da largada se aproxima. O locutor anuncia faltar um minuto para a largada. Déa está posicionada mas a imprevisibilidade joga seus primeiros dados. Uma queda de energia na rede faz com que a tradicional “Thundestruck” do AC/DC que é sempre tocada na largada, assim como a voz do locutor Maquininha fossem silenciadas.

Os organizadores da prova correm de um lado para o outro tentando entender e solucionar o imprevisto mas o compromisso de ser pontual com os atletas de faz mais forte. À moda antiga e no gogó é dada a largada.

No meio do compacto pelotão, Déa dava mais alguns de seus costumeiros passos. Traçando um paralelo com Daniela, estava em sua zona de conforto e quando chegou na área de transição, estava em 13º geral entre as mulheres. Chegava então a novidade. Era hora de sair da zona de conforto e pedalar como desse.

Entravam então no circuito destinado as bicicletas perfazendo 4 voltas de 5k. Déa via ciclistas vertiginosos ultrapassarem sua bicicleta (as speeds são naturalmente mais velozes) mas seguia firme e forte até poder voltar ao seu habitat natural que era a corrida. Dali foi se concentrar e encontrar forças para encarar mais 2,5k de corrida novamente.

Quem estava por lá, pode ver Déa chegando. A nova “thunderwoman”. Era o raio caindo pela segunda vez no mesmo lugar. Ali no segundo lugar da faixa etária.

Parabéns Daniela, parabéns Déa. Vocês não são brincadeira, não.

E ouvi dizer que ano que vem, haverá a modalidade revezamento no Thunderman Duathlon Series.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.