Treinamento na Gestação

POR DARLAN SOUZA – Sabemos dos poderes que os exercícios regulares podem proporcionar a vários grupos de pessoas, desde crianças até idosos.

E as mulheres grávidas?

Quando se trata de mulheres grávidas não é diferente. A prevalência de gestantes ativas, a duração, a frequência e a intensidade dos exercícios são ainda menores do que nas mulheres adultas em geral.

E poucas gestantes aderem a essa prática e muitas ainda têm receios e dúvidas quanto à segurança da sua realização. Mas tenho uma boa notícia: Os exercícios físicos podem e devem ser recomendados para todas as gestantes saudáveis, inclusive já atendi algumas e o resultado é sempre animador a toda família principalmente da futura mamãe.

A prática regular durante a gestação pode promover inúmeros benefícios físicos como os associados a redução da incidência de sintomas indesejáveis durante a gravidez, como desconfortos, dores, câimbras, edema e fadiga, além de melhorar a flexibilidade, fortalecer a coluna, pelve e melhorar o fluxo reduzindo o inchaço nas pernas. Há benefícios inclusive psicológicos (mais ânimo, disposição, maior controle alimentar e melhora no sono), quando realizados em intensidade leve a moderada.

A gestante deve escolher com seu Personal Trainer / Treinador uma atividade que melhor se adapte às suas características e interesses para, com isso, aumentar a aderência ao exercício escolhido em longo prazo. Buscar propor e realizar atividades com muita segurança para o feto e a gestante evitando qualquer tipo de risco.

Corrida aliada com treinos de força pode ser realizada nos meses iniciais da gestação, agora uma atenção especial a partir do 6º mês, onde deve ser feito uma redução da intensidade e do volume, até o ponto de realizar apenas caminhadas (melhor inclusive acompanhada de alguém).

Realizar avaliações das cargas de treinos mais frequentemente (a cada 2 meses e uma atenção total do 6º mês em diante com redução significativa das cargas, tanto em volume quanto em intensidade). Vale sempre estar repassando as informações dos treinos ao médico que a acompanha, pois esses dados são sempre de grande importância para a saúde de ambos.

E uma gestante que treina regularmente, acelera o processo de recuperação pós-parto, não é sensacional? Vamos treinar?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.