Os benefícios do Pilates para corredores

image9O Pilates já é uma prática consolidada entre aqueles que buscam consciência e fortalecimento corporal. E cada vez mais vem sendo procurado e descoberto por atletas, sejam eles amadores ou de alto rendimento – e aí, entram também os praticantes de corrida de rua e trail.

São muitos os benefícios que a prática proporciona, como flexibilidade, melhora no controle corporal trazendo economia do movimento, aprimoramento da performance do corredor, fortalecimento e estabilização da postura e do tronco, além do alinhamento das articulações e aumento da capacidade respiratória, retardando a fadiga e proporcionando um melhor rendimento durante exercícios aeróbios. Mas não pára por aí, a prática deo pilates também previne lesões como tendinites, fascites, cãibras, dores no quadril e dores lombares.

Vale destacar que a respiração é um dos princípios do Pilates e de extrema importância para quem busca melhorar seu desempenho tanto em provas quanto em treinamentos. O método desenvolvido pelo alemão Joseph Pilates trabalha a respiração torácica ou respiração diafragmática intercostal, de forma que os músculos do tórax e das costas expandem a caixa torácica lateralmente, aumentando a capacidade respiratória e melhorando a oxigenação do sangue, o que influencia diretamente no rendimento da corrida.

Outro fator relevante é que, apesar de trabalhar o corpo de maneira global, a atividade dá ênfase no fortalecimento do “core”: região central do corpo formada pela musculatura do abdômen, do assoalho pélvico e da lombar. Por isso, os exercícios estimulam a uma ativação correta da musculatura abdominal mantendo a estabilidade na região lombar durante a corrida.

É importante lembrar que, para atingir todo o potencial proporcionado pelo Pilates, a prática deve ser realizada sob a orientação de um profissional capacitado que possa elaborar um treino que supra as necessidades do atleta de acordo com seus objetivos. A atividade é indicada de duas a três vezes por semana e, nos períodos em que a corrida exigir um maior esforço, o indicado é intercalar os dias de cada exercício físico para não sobrecarregar a musculatura.

Adriane Lafemina – Graduada em Educação Física pela Unimonte (Santos/SP), em 1999; pós-graduada em Educação Física Escolar e Atividade Física Adaptada. Tem especialização em Pilates pela Arte do Movimento; Bolas e rolos pela De Markondes e Pilates Infantil pela Centro Pilates. É instrutora de Yoga, Pilates, Alongamento e Hidroginástica. Também atua como Terapeuta Auricular. Sócia-Proprietária da PERSONAL WORK – Assessoria em Welness & Fitness.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.