Treino intervalado: se eu fosse você, faria!

POR DARLAN SOUZA – O treinos intervalados são essenciais para a melhora da velocidade do corredor. Negligenciado muitas vezes, pode e deve ser utilizado por todos. A escola europeia de treinamento, com a “loucomotiva” Emil Zatopek (que inclusive venceu uma São Silvestre aqui no Brasil), se utilizava muito deste meio.

O mestre Antônio Carlos Gomes (Phd em Treinamento Esportivo e membro COB) classifica os intervalos em subclasses como por exemplo:

Curtos: Para melhora da velocidade
Médios: Para melhora de ritmo
Longos: Para melhora da capacidade aeróbia.

E ainda sugere as seguintes distâncias para determinados alvos de prova:

Para 5km
Curto 100 a 150m
Médio 200 a 400m
Longo 600 a 1000

Para 10k
Curto 150 a 250m
Medio 600 a 800m
Longo 1000 a 2000

Para 21k
Curto 300 a 400m
Medio 1000 a 2000m
Longo 3000 a 5000m

Para 42k Maratona
Curto 400 a 600m
Medio 1200 a 2000m
Longo 3000 a 5000m

Lembrando que sem um volume controlado e adequado de rodagem semanal/mensal de treinos de corrida de rua (específicos), para determinadas distâncias a chance de você “quebrar” ou “fadigar” e reduzir a velocidade para finalizar uma prova é enorme.

A união de treinos de força, resistência, flexibilidade e estabilidade são a fórmula para a saúde, longevidade e performance do atleta seja ele amador, entusiasta ou profissional.

Treinamento não é fórmula de bolo, muito menos “achismo” é ciência na prática.

Treine com treinadores profissionais, se alimente saudavelmente, repouse seu corpo e sua mente. Por aqui, seguimos #EMTREINAMENTO

Darlan Souza é treinador, diretor da DSX Assessoria Esportiva, Pós-Graduado em Fisiologia do Exercício pela UFRGS e Mestrando na USP. Já participou de 24 maratonas.

@darlansouzaoficial

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.